<$BlogRSDUrl$>

domingo, setembro 28, 2003

Eu sei. 

Eu sei que nada sou,
Senão Teu filho,
Eu sei que nada tenho,
Senão aquilo que me destes.
Eu sei que nada valho verdadeiramente,
Se não o valer aos Teus olhos.
Eu sei que não conseguirei vencer os meus pecados,
Senão fôr a Fé que em Ti tenho.
Eu sei que nada melhor posso levar desta vida,
Senão o caminho até à Tua presença.

Eu sei que não conseguirei ser bom pai,
Se não souber ser teu filho.
Eu sei que não saberei amar a minha mulher,
Se não souber como tu nos amas.
Eu sei que não saberia nunca sofrer,
Se não soubesse como o Teu Filho sofreu por nós.
Eu sei que de tudo desitiria, até de mim mesmo,
Se Tu não estivesses em mim,
Se eu não estiver em Ti.

Eu sei tudo isto.

Saber não chega: eu preciso viver em nome daquilo que sei.

A minha Fé alimenta-me: não me deveria antes consumir?


This page is powered by Blogger. Isn't yours?