<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, outubro 20, 2003

Daniel Faria 

Estava eu a ler o Aviz, como faço quase todos os dias, quando deparo com o nome de Daniel Faria, linkado a um blog que não conhecia: Estravaganza. Fui lá ler o que diziam e encontrei 3 poemas dele lá transcritos.
A primeira e última vez que tinha ouvido falar de Daniel Faria, foi em fins de 1999, numa longa viagem Lisboa-Porto de comboio quando, mais por tédio do que por interesse, comecei a ler o suplemento “Letras” (penso que era esse o nome) do “Público”.
Normalmente, a minha leitura teria durado um minuto ou dois pois gosto bastante mais de ler literatura do que ler sobre literatura. Porém, nessa altura deparei-me com um longo artigo sobre um tal Daniel Faria, poeta morto enquanto jovem, e acabei por lêr o artigo todo.
Ficou-me na memória que ele era monge beneditino (a ordem que eu escolheria se fosse para frade), que ele era o mais novo e o primeiro a entrar desde há longos anos num mosteiro com um nome fantástico e misteriosamente medieval, o Mosteiro de Singeverga, perto de Sto.Tirso.
Lembro-me de ter lido que Daniel era, para os seus amigos e para os seus confrades, algo parecido com um santo. Lembro-me de ter lido que gostava de escrever os seus poemas em rolos de papel de máquina de calcular. Havia um ou dois reproduzidos no jornal, lindíssimos no conteúdo e no grafismo. Lembro-me dos estranhos nomes dos seus livros: Dos Líquidos, Explicação das Árvores e de Outros Animais, Homens que são como lugares mal situados.
Lembro-me de que ele morreu aos vinte e tal anos, num estúpido acidente doméstico: uma queda no duche, penso eu. Lembro-me da perplexidade, da revolta, da incompreensão que isso gerou nos seus amigos: porque é que Deus tinha permitido tal coisa, porque é que tinha levado tão cedo uma pessoa como o Daniel, que ainda tinha tanto para dar?
Sobretudo lembro-me, e tenho-me lembrado sempre desde então, da resposta dada pelo frade decano do mosteiro: Deus levou-o tão novo porque achou que ele estava preparado.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?