<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, outubro 20, 2003

Deus, como eu O sinto. 

Meu Deus,
Tu, que és Senhor do Universo,
não quisestes ser o nosso Senhor
mas quisestes ser o nosso Pai.
Por isso criaste-nos à Tua imagem e semelhança,
como filhos Teus, com algo de Ti em nós.
Tu, que criastes toda a beleza do Mundo,
deixaste-nos usá-lo como se fosse nosso por herança.
Tu, que és sumamente livre,
deste-nos também a liberdade
para que, tendo nascido à Tua imagem,
possamos querer ou não ser Teus semelhantes.
Porém, a liberdade que nos destes só o é plenamente,
havendo a possibilidade do Mal e do sofrimento.
Mas como Pai que ama seus filhos,
Tu queres ver-nos crescer
e ver-nos cumprir o divino que temos em nós.
Para tal, foste-Te revelando ao longo dos tempos.
Para tal, enviastes o Teu Filho para morrer às nossas mãos.
Mostraste-nos assim que não há maior amor
do que dar a vida por quem se ama.
Mostraste-nos assim que, como diz Paulo,
tudo nos é permitido mas nem tudo nos convém.
Mostraste-nos assim que o Teu Amor nos espera.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?