<$BlogRSDUrl$>

quinta-feira, dezembro 11, 2003

Nota blogosferiana 

O CC tem toda a razão. Parece que de repente o catolicismo anda por aí a ser discutido. Parece que os blogs católicos foram por aí notados e a multidão agnóstica lança um olhar curioso sobre nós.
Eu disse católicos mas devia dizer cristãos pois aqui na blogosfera são os protestantes quem serve as melhores postas. O problema é que os agnósticos tomam a nuvem por Juno e acabam por atentar mais no mundo católico. Certamente porque a nossa Santa Madre Igreja está, como sempre esteve, mais a jeito para ser opinada.
Ora realmente sente-se uma curiosidade inteligente sobre como somos, o que pensamos, como conciliamos a nossa Fé com a vida de hoje, como nos relacionamos com a nossa Igreja, como nos posicionamos politicamente, enfim tudo. O CC descreve bem isto num post recente. E a ignorância que mostram sobre nós, sobre o cristianismo e o catolicismo é verdadeiramente emocionante. É claro que não censuro ninguém por isso. A ignorância que mostram é tão somente a medida da enorme, absoluta, generalizada secularização do mundo ocidental de hoje. Se os próprios cristãos ignoram aspectos fundamentais da sua fé como se poderia exigir que os agnósticos a conhecessem melhor?
Mas, enfim, fomos lançados por alguns dias na efémera agenda da blogosfera. Mas não duvido que isto seja circunstancial. Basta um blog importante como o Aviz mencionar o assunto que isso provoca logo ressonância pela blogosfera afora. Aliás é interessante constatar da influência deste blogue. Nos dias a seguir a ter mencionado, entre outros, o Guia, foi impressionante verificar o aumento da visitação aqui deste humilde lugar. E tirando aqueles 6 ou 7 leitores que eu já bem os conheço, vieram praticamente todos via Aviz. Indo à minha terminologia profissional eu poderia dizer que o Aviz é um tremendo gerador de tráfego. Devia cobrar royalties. E bem os mereceria pois ele é um dos mais belos blogues que conheço. O Francisco é alguém que parece estar em paz consigo e com os outros. É definitivamente o tipo de pessoa com quem é bom conversar. É alguém que procura não a frase mas a verdade. Honraria qualquer religião a que pertencesse.
Ainda a propósito desta curiosidade sobre o catolicismo recebi aí uns mails interessantes e inquiridores, sobre os quais hei-de postar mais tarde.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?