<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, janeiro 23, 2004

Aí estão eles novamente! 

Saiu o 3º número dos Animais Evangélicos e eis que se confirmam como um repositório de pensamento cristão de altíssima qualidade. Hoje destacam-se dois textos importantíssimos.
Samuel Nunes diz o que já precisava de ser dito sobre a pedofilia, em relação à qual o relativismo moral começou a dar sinais. Diz ele: "Da mesma forma, as crianças terão atitudes voluntárias mas não escolhas morais deliberadas. Certamente que terão algum conhecimento e terão noções de princípios morais, mas a sua apreensão não é completa. Daí que ter sexo com crianças será sempre um crime, porque mesmo quando consentem na pratica sexual, elas são incapazes de deliberar. (...)Obviamente que o emancipado sexual não acredita em padrões normativos quando se fala de sexo. Para ele o sexo é puro prazer. Nada mais! E aqui coloca-se a pergunta: se o sexo é apenas prazer, então por que não deixar que as crianças pratiquem sexo à vontade. Afinal elas também sabem o que dá e não dá prazer! E, assim resvalamos para a escravidão sexual de menores. Não admira! Sem premissas, resta a permissividade".
Samuel Úria produz um conjunto de desapaixonadas e lúcidas reflexões sobre a atitude actual dos evangélicos. Já muitas vezes pensei em termos semelhantes para os católicos, agora que também somos minoria religiosa. Católicos e evangélicos, todos temos que enfiar a carapuça do Samuel: "As facilidades e a liberdade de expressão do jovem evangélico estão a manifestar-se num assustador fenómeno: o do surgimento da nada cultural “cultura evangélica” (...)não me parece correcto o sistema da referida cultura evangélica: abstrai-se do mundo para se deleitar numa “relação cor-de-rosa” com Deus (...) Custa-me que se amaldiçoe a intelectualidade secular e privilegie uma confortável e imperturbável troca de demagogias. (...) Não nos deixamos corromper pelo mundo, mas não nos corromperemos pelas nossas concupiscências religiosas? (...).".
Decididamente a lucidez é uma das qualidades humanas que mais aprecio e é seguramente aquela que mais falta.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?