<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, abril 16, 2004

Pai e filho 

Ontem fui finalmente ver o filme. Achei-o lindo, tocante, edificante mesmo. A extraordinária cena final da morte, antevista muito antes pelo pai, revista agora pelo filho, oferecida por ele, é simplesmente fabulosa. É nela que o pai e filho se reencontram. E é então que se dá a redenção do filho por amor ao pai e pelo amor do pai.
Estou naturalmente a falar do "Big Fish" de Tim Burton. Um grande, grande filme. Um filme que me fez feliz. Feliz por ser pai e amar meus filhos e por ser filho e amar meus pais. Feliz por ver que o extraordinário pode existir ao nosso lado, sem darmos por isso, até darmos por ele.
E como são fascinantes as histórias contadas por Ed Bloom! Dou aqui um exemplo:
"Os papagaios do Congo falam várias línguas. Mas conversam entre eles apenas em francês. E conversam sobre tudo, excepto sobre religião. Porquê? Porque quando falam de religião há sempre alguém que se ofende".

This page is powered by Blogger. Isn't yours?