<$BlogRSDUrl$>

segunda-feira, maio 10, 2004

Ateísmo, inteligência, presunção e eugenia 

Nos contactos que tenho mantido com os ateus e ateias da blogosfera, com algumas honrosas excepções de que já aqui falei, tive frequentemente a estimulante sensação de o meu ocasional interlocutor me considerar um idiota chapado. Este facto surpreendeu-me sobretudo porque, com um árduo esforço, eu sempre tenho disfarçado as importantes limitações intelectuais com que nasci. E assim sendo, admira-me como é que estas mentes brilhantes com que me debato, topassem tão facilmente a minha atávica estreiteza mental. Ontem, finalmente, compreendi. É que esta gente expedita e industriosa, já estudou o problema da correlação entre inteligência e a crença religiosa, com todos os rigores e fundamentação do melhor método científico. E, conforme se pode verificar aqui, os resultados, apesar de alguns estudos dissonantes, apontam inelutavelmente para a nossa irremediável cretinice!
Está então explicada a origem do fenómeno religioso! E agora compreendo o significado daquela bem aventurança dos pobres de espírito. Mas atenção ó crentes como eu: o reino que nos prometeram vai ser-nos retirado!
Pois, embora com dificuldade, pensei nisto e vejo agora a ameaça! As elites sempre procuraram estabelecer sinais distintivos e, agora que a crença foi descoberta como sinal exterior de pobreza intelectual, negras ameaças pesam sobre nós! Qualquer dia quem traga uma cruz ao peito não conseguirá um emprego qualificado...
Agora a sério. Acho lamentável a simples ideia destes estudos. Parecem uma tentativa de autojustificação e autopromoção do cepticismo. Pior. Há qualquer coisa neles que recorda estudos feitos por organizações racistas para fundamentarem o seu racismo, por exemplo este. Lembram também teorias eugénicas que de novo, na América terra de todas as ideias, começam de novo a despontar. Leiam isto e descubram as diferenças...
Mas não queria terminar este post sem uma palavra de esperança para nós os crentes. Há instituições que nos podem proteger. Não estou a falar da Santa Madre Igreja. Nestes tempos de chumbo necessitamos de organizações militantes e lobbyistas. E, na América donde nos chegam aqueles Eugenistas, aqueles American Atheists, existem também organizações que defendem aqueles que, como nós, foram menos dotados intelectualmente. Talvez vos surpreenda a todos mas estou a falar-vos da NASA. Nada mais americano, nada mais adequado...

This page is powered by Blogger. Isn't yours?