<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, maio 19, 2004

Selecção Reader´s Digest 

Hoje saiu mais um número da Terra da Alegria, publicação já obrigatória, pelo menos para os que nela escrevem.
Hoje o Miguel pergunta pelo riso dos crentes: “Rir é bom. Rir de nós, melhor remédio é. O pior é que preferimos responder ao eventual achincalhamento com presunções sérias e dogmas de virtude pública.
O Rui, num texto iluminado, fala-nos do sentido primordial da “salvação” que todos os crentes procuram: “parece-me que a salvação será, sobretudo, a capacidade que se tem para a felicidade a partir daquilo que se tem e que se é, pouco ou muito, no momento presente, olhando para o mundo e procurando entendê-lo”.
O Fernando, a propósito de Fátima, questiona o respondermos sempre às perguntas que nos fazem: “O cristão tem de responder, mesmo se a pergunta é ofensiva, porque na definição de cristão está implicado o suportar das ofensas; contudo, em lado nenhum é incentivado a contribuir para o crescimento e multiplicação da ofensa no mundo...”
O Tim, continua às voltas com o X (de Cristo e de Marx) e diz uma coisa nova, pelo menos para mim: “Marx preconizou como necessário para se chegar a uma sociedade sem classes, uma etapa de legitimação do domínio dos mais fortes (os mais capazes) sobre os fracos (aqueles que tendo necessidades, não têm capacidades para as satisfazer) para que se chegue (de modo algo paradoxal) a uma sociedade sem classes”.
O Carlos continua a sua demanda pelo paraíso terreal: “O olhar cristão tem partido de uma perspectiva antropocêntrica de domínio sobre a natureza, segundo a interpretação tradicional do mito bíblico das origens... Hoje, porém, a reflexão cristã e teológica, a partir dos mesmos e de outros textos bíblicos, aproxima-se de uma «integração da história humana nos ciclos do ecossistema. Só isso pode garantir a sobrevivência» (Jürgen Molmann)”.
E eu, vítima da minha verbosidade, continuo às voltas com a cadeira do bispo, numa altura em que parece que ela se vai manter na tribuna. Ou será impressão minha?

This page is powered by Blogger. Isn't yours?