<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, julho 13, 2004

A propósito do Mal 

De que Mal falava há pouco? De todas as suas infinitas variedades. Deste Mal, também. Que está entre nós, no seio da nossa Igreja. Que é intolerável. Que é propagável, pois ao ser exercido assegura a sua perenidade. Que é duplamente Mal. Os maiores inimigos da nossa Fé encontram-se entre os seus mais zelosos e ultra-conservadores guardiões. Temos que acabar com isto. De vez.


This page is powered by Blogger. Isn't yours?