<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, novembro 02, 2004

De profundis 

Eu tenho mortos, deixei-os afastarem-se
e fiquei surpreendido ao vê-los tão consolados,
tão depressa à vontade nesse estarem mortos, tão justos,
tão diferentes do que era a sua fama.
(...)

Rainer Maria Rilke - Requiem para uma amiga

This page is powered by Blogger. Isn't yours?